fotografia de rua

Se você pesquisar no google ‘fotografia de rua’, irá aparecer quase um milhão de links somente em português.

Transformou-se em um gênero tão forte, que compete em interesse da fotografia dita profissional de estúdio e publicidade.

A fotografia de rua é um tipo de fotografia documental que apresenta temas em situações espontâneas em locais públicos, com inúmeras variantes. Muitos consideram que podem ser capturados temas como a cultura local, eventos, arquitetura, ou ainda pessoas em cenas do seu dia a dia.

Eu gosto de cenas do cotidiano que prezam pela espontaneidade e sejam intrigantes, sendo o fotógrafo ‘descoberto’ ou não pelo fotografado. Dependendo da captura, experimento entre cor e p&b para ver qual o melhor para transmitir a mensagem da foto.

Varia muito também a distância do tema fotografado, aberto, médio ou close. Na dúvida, clique, aproxime-se e clique de novo!

Junto com o tema ‘retrato’, a fotografia de rua me cativa profundamente…

DSC06236

A cena acima cliquei na área do centro de Santos/SP, em uma manhã chuvosa e fria, onde esse homem dormia com seu cão em uma esquina, despreocupado com as pessoas que passavam apressadamente por ali.

Chamou-me a atenção esse contraste e, em segundo plano, sua preocupação com o amigo, em cobri-lo adequadamente.

Na parte técnica, além de outros cliques que fiz, essa tem uma aproximação razoável do tema, isolando o sono dos dois, sem dar pistas do local e situação de ambos. Preferi deixar no original colorido, onde as dobras da coberta e contraste da cor do cão e homem se destacam melhor. Observa-se ainda que nesta imagem o fotógrafo não foi ‘descoberto’.

34592967850_924fee90ee_o

Nesta foto, clicada em filme e digitalizado e convertido no photoshop, o fotografado é descoberto, o que rendeu um bom papo com o seu Sandro, que até contou-me um pouco da sua vida e de trabalhar embarcado.

35003556752_590862fa3d_o

Na fotografia de rua o fator ‘sorte’ está sempre presente também. Não basta um bom olhar, equipamento pronto, etc. As coisas às vezes dão certo meio sem querer. Nesta foto, feita com o celular, eu já havia atravessado a rua quando percebi essas freiras do outro lado. Voltei correndo no meio dos carros e as segui um pouco e tirei essa única foto!

Na parte técnica, preferi o p&b, o formato retrato e o fotógrafo não foi percebido.

~-~-~-~-~-~-~-~-~-~-~-~-~-~-~-~-~-~-

Nos próximos posts irei mostrar mais fotos e contar um pouco de como foram captadas.

Minha inspiração vem de fotógrafos como Bresson, Sebastião Salgado (retratos) e Vivian Maier.

E você, faz ou quer tentar fazer fotografia de rua?

“O Momento! Uma vez que você o perde, ele se foi para sempre” – Henri Cartier-Bresson

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *